Aplicativo Gremistas
Baixe grátis na Play Store VER

Criticada por Tetê, base do Grêmio é defendida por Matheus Henrique: 'Não tenho queixas'

Autor: Gremistas   •   26 de fevereiro/2019    •       •   

Criticada por Tetê, base do Grêmio é defendida por Matheus Henrique:
Reprodução/YouTube
Vendido ao Shakhtar Donetsk em uma transação que renderá ao Grêmio cerca de R$ 42 milhões, o atacante Tetê deixou suas críticas às instalações das categorias de base do clube. Em coletiva de despedida, ele chegou a dizer que clubes como Criciúma e Athletico Paranaense tinham estrutura superior.

Só que o jovem de 19 anos não tem a concordância de Matheus Henrique, volante do elenco principal e que também atuou na base do Grêmio antes de "subir". Em poucas palavras após a vitória por 2x0 sobre o Veranópolis, na Arena, nesta segunda-feira, Matheusinho defendeu as categorias de base do tricolor:

"Olha, eu não tenho o que me queixar da base do Grêmio. Eu cheguei ao profissional graças ao trabalho na base. Mas existem profissionais capacitados para ver esse tipo de situação. Não sou eu nem outros jogadores que devem interferir nisso. Nosso papel é treinar, trabalhar e desempenhar dentro de campo", disse.

Veja:



O que disse Tetê

Em um dos principais trechos de sua entrevista, Tetê "pediu" que o Grêmio usasse parte do dinheiro de sua venda para qualificar as instalações da base, sobretudo o CT Hélio Dourado, em Eldorado do Sul.

"Tenho certeza que o dinheiro (da negociação) vai ser investido na base. Eu só joguei na base. No CT do Grêmio, no alojamento lá no CT Hélio Dourado. Eu fico me perguntando porque o Criciúma, o Atlhetico Paranaense têm um CT melhor que o do Grêmio", disparou. "A situação do CT é pelos gramados, vestiários que podem ser melhorados".





VEJA TAMBÉM:
> Cortez oficializa renovação de contrato com o Grêmio: 'Prazer sem igual'
> Grêmio deverá ter baixa de peso para duelo contra o Pelotas
> Autor do gol no clássico, Leo Gomes admite 'gosto especial' em vitória sobre o Inter


Comentários