Aplicativo Gremistas
Baixe grátis na Play Store VER

Em má atuação, Grêmio perde em casa para o Libertad e sai atrás no início da Libertadores

Autor: Gremistas   •   12 de março/2019    •       •   

Em má atuação, Grêmio perde em casa para o Libertad e sai atrás no início da Libertadores
Lucas Uebel / Grêmio FBPA
O Grêmio foi irreconhecível e sofreu uma noite de pesadelo, nesta terça-feira na Arena. O Tricolor exagerou nos erros e foi castigado com um gol de contra-ataque do Libertad. O 1 a 0, pior resultado possível na frente da torcida, deixa os gremistas com um ponto, em terceiro lugar no grupo. Ao mesmo tempo, vê os paraguaios dispararem com seis, na liderança.

Uma marcação implacável do Libertad foi a tônica do primeiro tempo de partida. Com pressa para definir as jogadas, o Grêmio errou muito passes e foi irreconhecível, mesmo mantendo a posse de bola.

Com uma recomposição ofensiva rápida, explorando as pontas, os paraguaios já levaram perigo aos quatro minutos. Kannemann desviou errado a bola alta, ia sobrando para Cardozo, mas Geromel surgiu na hora certa para despachar.

Dois minutos depois, Cortez foi desarmado na esquerda, Adrian Martínez cruzou e Geromel ficou de passagem. Oscar Cardozo aparou de voleio e, para sorte tricolor, saiu em tiro de meta. Kannemann voltou a errar no lance seguinte. Dominou de canela e a bola ficou com Cardozo. Ele acionou Martinez, mas Leonardo surgiu no atalho para desarmar.

Somente aos 12 minutos o Grêmio ensaiou uma primeira jogada ofensiva em falta sofrida por Marinho. O próprio atacante levantou na área, a bola ficou viva, com Kannemann desviando de cabeça, mas a zaga tirou. Logo em seguida, Marinho apareceu de novo. Ele correu na diagonal e chutou colocado, a tentativa era o ângulo esquerdo, mas subiu demais.

A partir daí, veio um domínio gremista, mas sem efetividade ofensiva. Léo Gomes recebeu livre na linha de fundo, mas cruzou nas costas de Vizeu. Marinho disparou na esquerda e acionou o lateral gremista, aos 25 minutos, mas ele desviou de cabeça para fora. Luan, apagado, tentou o chute de longe, aos 28 minutos, mas também mandou para fora. 

Já nos acréscimos, veio o grande castigo para o Grêmio. Cortez fez grande tabela com Maicon e recebeu na área. Ele driblou o zagueiro e recebeu o choque dentro da área. O árbitro mandou seguir. No contragolpe, Everton errou o bote e Adrian Martinez teve liberdade para cruzar da esquerda. Bareiro subiu livre e desviou no canto esquerdo, sem chances para Paulo Victor.

Renato tentou mudar o cenário da partida com André no lugar do opaco Felipe Vizeu. Só que na arrancada do segundo tempo foi Paulo Victor que trabalhou. Depois de pane geral na marcação, Bareiro recebeu na área e chutou forte, mas parou em boa defesa do goleiro.

O Grêmio respondeu com Marinho. O atacante foi para cima de dois marcadores, puxou para a perna esquerda e tentou colocar no ângulo esquerdo. Errou por pouco. A verdade é que o Tricolor piorou nos primeiros 15 minutos. Sem conseguir criar, ainda foi muito ameaçado nos contragolpes, mesmo que o Libertad não tenha concluído a gol. Luan tentou desafogar com um chute de longe, mas isolou.

As últimas cartadas de Renato foram Jean Pyerre no lugar de Maicon e Diego Tardelli no lugar de Marinho, exausto. A partir daí, veio uma melhora. Aos 22, Cortez foi lançado na esquerda, cruzou no primeiro pau para André. Ele desviou tirando do goleiro, mas a bola também passou sobre o travessão.

Tardelli levantou a torcida aos 24 minutos. Ele acionou Everton consciente e o garoto teve a chance livre na área. Pegou embaixo da bola e desperdiçou. Luan ainda testou Martin Silva numa belo pivô de André. Nada de gol. Depois, foi a vez de Everton perder mais uma. Tardelli fez a assistência com carinho, ele exagerou nos dribles, perdeu duas chances de chute e foi prensado.

Uma das últimas oportunidades veio em falta sofrida por Luan aos 38 minutos. Jean-Pyerre pediu para bater e fez a torcida prender a respiração. Ele bateu firme no canto direito... Saiu tirando tinta da trave. Tardelli ainda se esforçou, tentou um chute de fora da área, mas bateu prensado. Não era o dia, derrota e situação complicadíssima para o Grêmio no sonho da América.





VEJA TAMBÉM:
> Grêmio conta com apenas uma vitória em maio
> Renato reitera confiança em André: 'Estou satisfeito com ele'
> Maicon sai satisfeito com luta do Grêmio contra o Juventude: 'Competimos'


Comentários