Aplicativo Gremistas
Baixe grátis na Play Store VER

Com gols de Thaciano e T. Anderson, Grêmio vence Pelotas e agora enfrenta o Juventus nas quartas

Autor: Gremistas   •   20 de março/2019    •       •   

Com gols de Thaciano e T. Anderson, Grêmio vence Pelotas e agora enfrenta o Juventus nas quartas
Lucas Uebel / Grêmio FBPA
O Grêmio usou reservas, não contou sequer com a presença de Renato Portaluppi e ainda assim venceu o Pelotas com tranquilidade, nesta quarta-feira, na Boca do Lobo. O Tricolor comandou as ações, sofreu poucos riscos e ajustou seu ataque na etapa final para garantir o 2 a 0, pela última rodada da primeira fase do Gauchão. Com nove vitórias em onze partidas, vai invicto e fortíssimo para as quartas de final, onde enfrentará o Juventude. O Pelotas, por sua vez, cumpriu a missão de se manter na elite estadual.

A equipe de Gavilan é que tinha interesse no resultado do jogo, mas foram os gremistas que comandaram o primeiro tempo de partida. As trocas de passe foram eficientes, porém sem objetividade para fazer o gol. A partida começou com lance polêmico, num belo lançamento de Jean Pyerre para Montoya. O argentino sairia livre na cara do gol. A arbitragem marcou impedimento de maneira equivocada.

Coube ao estreante Galhardo, então, experimentar o primeiro chute da partida. Ele recuperou bola afastada por Makelele na direita, cortou para dentro e chutou forte, mas encobriu a meta de Airton. A partir daí, os donos da casa avançaram um pouco as linhas e equilibraram as ações. A bola, contudo, ainda ficava mais com o Tricolor.

Foi neste cenário que a bola passou de pé em pé, chegou em Jean Pyerre e este acionou Pepê completamente livre na esquerda. O atacante percebeu a entrada de Vizeu e serviu com carinho. O centroavante carimbou a defesa e desperdiçou ótima oportunidade.

Finalmente o chute a gol
Defesa mesmo, o goleiro Airton só foi fazer aos 27 minutos. Rômulo fez boa jogada pelo meio, tabelou com Pepê e tocou para Capixaba. O lateral experimentou o chute, mas bateu fraco. Bem posicionado, o goleiro pelotense catou firme.

A partir dos 30 minutos é que o Pelotas assustou um pouco mais. Primeiro, Germano bateu escanteio cheio de veneno e Breno teve que se esticar para evitar o gol olímpico. Depois, Marcelo Oliveira salvou a pátrica tricolor. Capixaba e Breno bateram cabeça na área e sobrou para Leo Bahia, sem goleiro. Ele chutou fort e o zagueiro gremista se atirou na frente e conseguiu defender de coxa.

Antes, Thaciano perdeu gol incrível. Ele lançou Pepê, que entortou John Lennon e devolveu com precisão pelo alto. O volante tinha muito espaço, estava a um metro e meio da meta e mandou para fora, de cabeça. Zero a zero confirmado antes do intervalo.

Thaciano brilha
No retorno do intervalo, coube ao jogador mais inspirado do dia mudar o placar. Aos 8 minutos, Thaciano roubou bola na intermediária, driblou dois defensores e invadiu a área. O volante encarnou um camisa nove, esperou a saída do goleiro e cutucou no canto direito para fazer um golaço para o 1 a 0.

O Pelotas sentiu o gol por um bom período e o Grêmio relaxou, sem impor toda a sua superioridade. Por conta disso, as chances de gol só voltaram a aparecer na segunda metade da etapa. Foi o Pelotas que fustigou, quando Jarro roubou a bola de Montoya e se preparava para marcar. Só que Michel apareceu com falta e impediu a jogada ofensiva. A cobrança de Rubinho passou longe da meta, porém.

Os donos da casa ainda tentaram de longe, em mais um chute de Rubinho para fora. Depois, aos 21, Leo Costa recebeu no meio da rua e tentou o chute forte. Passou rente ao poste direito. A resposta do Tricolor foi mais uma vez com Thaciano. Ele foi lançado nas costas da zaga e se preparava para chutar, mas o goleiro antecipou para abafar o lance.

Só que o Grêmio acordou no final e começou a empilhar chances. Aos 41, Alisson foi lançado nas costas da zaga, completamente livre. Airton saiu da área e tirou de peixinho. Thaciano recolheu no meio e tentou mandar por cobertura, errou a mira. Em mais um contra-ataque, Alisson puxou contragolpe com categoria e combinou com Pepê. O atacante lançou Capixaba livre na área e o lateral chutou para fora.

O gol veio aos 46, com Thonny Anderson. O garoto roubou a bola no campo de defesa e tocou para Jean Pyerre. Feito o meia clássico que é, dominou, esperou a passagem do companheiro no momento certo e fez o lançamento. Thonny correu para a área e tirou do goleiro. Era uma bola difícil, com pouco ângulo, mas passou de Airton, bateu na trave direita e entrou para definir o 2 a 0.





VEJA TAMBÉM:
> Jean Pyerre quer se 'viciar' em títulos e fala da relação com Luan
> Marinho elogia torcida do Grêmio e diz que só ouviu os tricolores cantarem no Beira-Rio
> D'Alessandro estuda processar jogadores da base do Grêmio por comentários na internet


Comentários