Aplicativo Gremistas
Baixe grátis na Play Store VER

Paulo Miranda relembra fatídico jogo contra o River: 'Fui guerreiro até onde deu'

Autor: Gremistas   •   22 de março/2019    •       •   

Paulo Miranda relembra fatídico jogo contra o River:
Lucas Uebel/Grêmio
Paulo Miranda fazia uma partida que beirava a perfeição contra o River Plate, na Arena, na volta da semifinal da Libertadores de 2018. No entanto, ele não aguentou as fortes cãimbras nas pernas e foi obrigado a pedir para sair. Depois disso, tudo mudou.

Bressan entrou em seu lugar e foi um dos pivôs da eliminação gremista ao cometer um pênalti e ser expulso. O River virou para 2x1 e tirou o Grêmio de cena, em jogo até hoje lembrado por Paulo Miranda.

"Alguns torcedores acabam comentando comigo também se não tivesse aquela cãibra. Eu sempre falo que são coisas do destino. Estava me dedicando ao máximo, fui até onde eu pude, acho que a minha consciência é tranquila. Se pudesse, estaria dentro de campo. Foi um momento que tive que me retirar porque não podia comprometer a equipe. Então, fui guerreiro até o momento que pude", disse o zagueiro ao Globoesporte.com.

Naquele jogo, ele foi a campo por conta da suspensão de Kannemann, que seria o natural titular. Miranda também comenta como tem sido ser reserva da elogiada dupla do argentino com Geromel:

"Eu procuro estar sempre trabalhando para quando surgir a oportunidade, estar à altura dos considerados titulares. Mas procuro não me acomodar, para quando surgir as oportunidades, estar sempre bem".

Convocado para a sua seleção, Kannemann estará de fora do jogo contra o Juventude, no domingo, 16h, em Caxias, pela ida das quartas do Gauchão. O zagueiro Geromel, com lesão na coxa, também será ausência. Mais uma chance para Paulo Miranda, que deverá ter Marcelo Oliveira como parceiro na zaga.


 





VEJA TAMBÉM:


Comentários