Aplicativo Gremistas
Baixe grátis na Play Store VER

Tite visita gramado da Arena pela segunda vez e não esconde incomodação

Autor: Gremistas   •   25 de junho/2019    •       •   

Tite visita gramado da Arena pela segunda vez e não esconde incomodação
Pedro Martins / MoWA Press
As más condições do gramado da Arena seguem dando o que falar. Pela segunda vez na semana, o técnico Tite vistoriou o campo e não escondeu a sua incomodação com o estado atual. O estádio do Grêmio abrigará o duelo entre Brasil e Paraguai na próxima quinta-feira, 21h30, pelas quartas de final da Copa América.

Segundo o portal UOL Esporte, o técnico da Seleção visitou o gramado na tarde desta terça-feira e caminhou lentamente por todo o espaço do piso, observando a grama com atenção. A parte mais debilitada está no meio de campo, o que preocupa os brasileiros justamente pela característica do time de priorizar o toque de bola.

Nos últimos dias, as críticas ao gramado deram o tom da Copa América e nomes badalados como Lionel Messi e Luis Suáres, ambos astros do Barcelona, deram entrevistas reclamando do campo.

O UOL explicou uma das mudanças que a administração da Arena fará visando a próxima quinta-feira:

"Para quinta-feira, o gramado receberá adubo em duas etapas. Já passou por processo de limpeza dos tufos que saltaram. Haverá tratamento com lâmpadas que simulam a luz solar - vital no processo de fotossíntese. Mas o corte da grama será adiado até o horário limite. A poda habitual sempre é feita com 22 milímetros de altura, dando margem para crescimento. Para melhorar a condição visual e de jogo, em medida de contingência, o cortador ficará fixado em 26 milímetros, uma diferença pequena e que ainda assim é vista como um dos remédios para o momento", diz o site.

Nesta semana, a própria Arena soltou nota oficial justificando a atual situação do gramado - releia abaixo:

“A Arena do Grêmio esclarece que as condições do gramado dependem de algumas variáveis. A combinação de duas delas em particular tem retardado a recuperação plena do mesmo.

A primeira e mais importante é relacionado ao clima. A Ryegrass (grama utilizada no inverno) se desenvolve melhor em temperaturas mais baixas, o que não está ocorrendo em Porto Alegre neste período. Aliada ao sombreamento do inverno (metade do campo), as temperaturas estão mais elevadas, retardando o desenvolvimento da mesma e a sua recuperação pós atividades.

A segunda refere-se justamente à frequência do uso do gramado: Pelas características da competição, durante o período de 14 a 23 de junho o gramado foi utilizado em sete ocasiões (três partidas, um treino de reconhecimento e três treinos de aquecimento no pré-jogo). Os treinos exigem muito do gramado e o afetam de forma heterogênea, apresentando mais desgastes em algumas áreas do campo, dependendo das atividades realizadas.

Estas duas variáveis em concomitância tem contribuído para uma recuperação mais lenta do nosso gramado. Estaremos empenhados e realizando os manejos adequados para alcançar as condições necessárias para a pratica do melhor futebol em nossa arena”.

 





VEJA TAMBÉM:
> Bahia reclama da escalação de árbitro contra o Grêmio: 'Poderia ser evitado'
> Paulo Miranda volta de lesão quatro meses depois e deve ser opção no GreNal
> Por melhoras no campo, gramado sintético é cogitado na Arena do Grêmio


Comentários