Aplicativo Gremistas
Baixe grátis na Play Store VER

Palavra do capitão: Maicon relembra momentos marcantes antes da era de títulos do Grêmio

Autor: Gremistas   •   28 de junho/2019    •       •   

Palavra do capitão: Maicon relembra momentos marcantes antes da era de títulos do Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio
Contratado pelo Grêmio ainda durante o primeiro semestre de 2015, o volante Maicon sentiu na pele o quanto o jejum de grandes títulos machucava os jogadores. Até a conquista da Copa do Brasil, ocorrida no final do ano seguinte, o jogador passou por fases difíceis e revelou alguns momentos marcantes em entrevista ao canal Esporte Interativo.

O jogador recordou, por exemplo, as eliminações para o Juventude e para o Rosario Central, no Gauchão e na Libertadores, respectivamente, em 2016. A partir daquele instante, ele crê que o grupo soube "se fechar" até quebrar o tabu.

“Nós tivemos uma eliminação pro Juventude na semifinal do Gauchão de 2016 onde jogamos muito na Arena, massacramos eles, mas ficamos de fora, a torcida reconheceu e nos aplaudiu. Só que depois veio as oitavas de final da Libertadores contra o Rosario e fomos massacrados. Eles jogaram muito melhor e mereceram passar. Sou a favor do time que joga melhor, sempre. Aí o clima pesou de novo, as cobranças vieram”, disse.

“A gente sabia do peso que carregava, ainda mais eu sendo o capitão da equipe. Eu cheguei a ficar uns dois meses sem sair de casa para evitar essa cobrança, essa pressão. A partir daí o nosso grupo se fechou muito para acabar com isso. Logo em seguida chegou o Renato, um cara com uma identificação muito grande com o Grêmio. Ele sabia do que a gente poderia fazer, deu confiança e ainda tínhamos uma competição, que era a Copa do Brasil. Jogamos a nossa vida, já que no Brasileiro a gente não tinha mais chance. E foi naquela Copa do Brasil que mudamos essa história”, ampliou o capitão.

Daquela Copa do Brasil em diante, com direito ao tri da Libertadores, já foram cinco títulos oficiais conquistados.





VEJA TAMBÉM:
> Entenda como o GreNal deste sábado virou decisivo para o futuro de Tardelli no Grêmio
> Rafael Sobis elogia o Grêmio antes do clássico: 'Sabe brigar'
> Paulo Nunes gostaria de ter trabalhado com um treinador no estilo de Renato: 'Grupo joga por ele'


Comentários