Aplicativo Gremistas
Baixe grátis na Play Store VER

Empresário nega propostas, praticamente descarta o City e atualiza 'status' de Everton

Autor: Gremistas   •   01 de julho/2019    •       •   

Empresário nega propostas, praticamente descarta o City e atualiza
Foto: Ueslei Marcelino/Reuters
As grandes atuações de Everton pela Seleção Brasileira o fazem ser presença constante no noticiário esportivo, tanto pelos gols como também pelo assédio do futebol europeu. Mas tanto o Grêmio quanto o seu empresário, Gilmar Veloz, seguem negando veementemente a existência de propostas oficiais.

Apontado como um dos potenciais destinos, o Manchester City, de Pep Guardiola, enfrenta barreiras internas na eventualidade de querer investir em Everton. Uma delas é a limitação de inscrições e de estrangeiros para jogar a Premier League, conforme lembrou o agente em entrevista ao site GaúchaZH.

"Neste momento, o City tem mais atacante que poderia ter. Eles têm três esperando lugar, os caras que estão no banco e jogando as Copas. Não é o Everton que vai chegar lá e sair jogando. Ele tem de ter cuidado, saber onde vai ser melhor (para chegar e jogar). Todos que me ligarem, digo que precisa falar com o presidente (Romildo Bolzan Júnior). A gente tem de ter cuidado. O Everton está bem tranquilo, não se fala disso (da transferência) com ele. Quando voltar, se chegar algo, a gente fala. Se não, segue o caminho normal no Grêmio. Tem de ter responsabilidade, se não fica todo mundo como louco. Ninguém chegou, fez um papel e disse "vou levar" ou "vou sentar para negociar". Por site ou por rádio, ninguém vai comprar o Everton", explicou Veloz.

O empresário destacou que a única "novidade" neste momento é a grande afirmação pela qual Cebolinha passa com a camisa da Seleção:

"Acho que a única novidade é essa consolidação do trabalho dele na Seleção. Com a personalidade dele, a confiança do Tite e o trabalho coletivo, tudo que ele levou de aprendizado aqui do clube foi colocado em prática. Ele passou a ser respeitado pelo que fez em campo. Sobre negócios, quem decide é o Grêmio, é o Romildo", acrescentou.





VEJA TAMBÉM:
> Entenda como o GreNal deste sábado virou decisivo para o futuro de Tardelli no Grêmio
> Rafael Sobis elogia o Grêmio antes do clássico: 'Sabe brigar'
> Paulo Nunes gostaria de ter trabalhado com um treinador no estilo de Renato: 'Grupo joga por ele'


Comentários