Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Dirigente do Grêmio admite “falhas” de Renato em contratações

Direção está tendo que bancar valores altos de rescisão

Lucas Uebel/Grêmio

Em entrevista concedida ao jornalista Luiz Carlos Reche nesta semana, o vice-presidente do Grêmio, Duda Kroeff, admitiu que o técnico Renato Portaluppi cometeu alguns erros de avaliação em contratações recentes, como a de Thiago Neves, em 2020, por exemplo.

Levantamento feito pelo site GZH indicou que o Grêmio, somando Thiago Neves, André, Tardelli, Vanderlei e Paulo Victor, terá que arcar um total de R$ 20 mi em rescisões.

“Olha, eu sou amigo do Renato. Profundo admirador dele. Mas acho que ele falhou um pouco nas últimas contratações e na composição do grupo. Aquela coisa de Thiago Neves… ali se gastou um dinheirão e se perdeu tempo. Nós todos também erramos. A gente da direção dá o “amém”. Mas ele era o treinador e o cara que mais entende. Era o cara que nos direcionava nas contratações”, frisou Kroeff, antes de acrescentar:

“Começamos a pagar por isso tanto com ele como com o Tiago Nunes. Acho que com ele haveria mais condições de reverter. Ele é um líder carismático e os jogadores respeitam. Talvez se ele ficasse, reverteríamos. Mas já passou. Agora temos o Felipão e é com ele que nós vamos”, acrescentou o dirigente.

Dentro das quatro linhas, o Grêmio tenta a primeira vitória no Brasileirão neste sábado, 21h, fora, contra o Fluminense.

Rescisões:

André: R$ 4,5 milhões (até o final de 2022)
Tardelli: R$ 3 milhões já quitados
Thiago Neves: R$ 3,4 milhões (até agosto)
Vanderlei: R$ 6 milhões (até o final de 2022)
Paulo Victor: R$ 5 milhões (prazo final de pagamento ainda não divulgado)

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Comentários