Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Roger quer o ‘melhor’ para Everton e ignora possível venda antes do jogo da volta

Engana-se quem pensa que o técnico Roger Machado, atual comandante do Bahia, está na torcida pela venda de Everton até a quarta que vem, dia 17, quando a sua equipe reencontra o Grêmio pela Copa do Brasil. Em uma interessante coletiva de imprensa após o 1×1 na Arena, o treinador apenas desejou o "melhor" para o seu ex-jogador.
[bn]50[/bn]
"Como profissional e ex-atleta, quero que seja feito o melhor pra ele. Se o melhor for permanecer, que permaneça. Se o melhor for sair, que tenha uma vitoriosa e brilhante carreira lá fora", destacou.

Veja a resposta completa:

Comandante de Cebolinha entre as temporadas de 2015 e 2016 no próprio Grêmio, Roger negou ter algum tipo de responsabilidade pelo grande jogador que o atacante se tornou com o passar do tempo:

"Não, de forma alguma. A responsabilidade é toda e única do atleta. Não adianta ter talento se não tiver resiliência, se não for dedicado. Everton deve ter saído com 12 anos de idade de casa pra morar fora e sozinho. Saiu para alimentar esse sonho de virar jogador de futebol. Isso faz com que se amadureça muito cedo, muitas vezes antes dos outros. Não me sinto responsável não. Sei que contribuí de alguma forma, mas substancialmente a responsabilidade é dele, que foi muito dedicado", frisou.
[bn]51[/bn]
Sem saldo qualificado, Bahia e Grêmio se encontram para decidir a vaga à semi na próxima quarta, em Salvador.

Veja mais em Sem categoria.

Veja mais

Comentários