Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Romildo Bolzan estabelece união entre grupos políticos do Grêmio

A política do Grêmio esteve agitada nos bastidores. O presidente Romildo Bolzan tem trabalhado na tentativa de unificar todos os movimentos do clube na busca por um "chapão" para as próximas eleições. Na noite da última segunda-feira (12), 17 dos 18 blocos existentes fecharam um acordo.
[bn]2[/bn]
O fim da gestão do atual mandatário, teoricamente, se encerra em dezembro. Contudo, por meio de movimentações políticas, o presidente Romildo conseguiu apoio e encontrou uma brecha estatutária para tentar seguir no cargo pelos próximos três anos. Apenas o movimento "Grêmio do Prata" não está na aliança formada nesta semana e se transformou em "oposição", apesar de não haver confirmação sobre lançamento de candidato a eleição presidencial de 2019. 

O bloco dos 17 grupos foi denominado de "Unidade Política para o Bem do Grêmio" e é considerado histórico. O "blocão" deverá servir também para uma renovação no Conselho Deliberativo do clube.

Apesar de todas as movimentações de bastidores, o foco da direção está nas decisões de dentro do campo. Nesta quarta-feira, às 21h30, o Grêmio encara o Athletico-PR no primeiro enfrentamento das semifinais da Copa do Brasil.
[bn]2[/bn]

Veja mais

Comentários