Ir para o conteúdo principal

Auxiliar de Felipão sobre rebaixamento do Grêmio: “Quando saímos, aproveitamento era de manutenção na Série A”

Felipão e comissão foram demitidos para a chegada de Vagner Mancini

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Se Felipão tivesse permanecido, o Grêmio teria sido rebaixado à Série B? O auxiliar técnico do treinador, Paulo Turra, deu a entender que não ao comentar sobre o aproveitamento da equipe no Brasileirão quando dirigida pelo histórico comandante.

De acordo com Paulo Turra, o aproveitamento do time, mesmo após a sequência de derrotas, era de manutenção da na Série A.

“Após a vitória contra o Flamengo no Maracanã, que nós vencemos por 1 a 0 lá, o nosso aproveitamento (desde chegada de Felipão) era de 63%. Quatro jogos após, com três derrotas e um empate, o aproveitamento caiu para 47,7% de aproveitamento. Mesmo assim, se nós continuássemos com esse aproveitamento até o final, nós escaparíamos da segunda divisão”, disse ao programa “Central do Mercado”, dos canais Sportv.

“Foi opção da diretoria pela troca (de Felipão por Vagner Mancini). Quando nós chegamos ao Grêmio, tinham 8 jogadores no departamento médico e 2 pontos em 24 disputados. Quando nós saímos, o aproveitamento que nós (Felipão e comissão técnica) tínhamos era de manutenção na Série A”, finalizou Paulo Turra ao comentar sobre a demissão.

O Grêmio encerrou o Campeonato Brasileiro com 43 pontos, 3 a menos que o Juventude, que garantiu a permanência na Série A graças a vitória sobre o Corinthians, na última rodada.

Veja mais em Brasileirão.

Você pode gostar

Comentários