Ir para o conteúdo principal

Bolzan diz que Grêmio vai ampliar “bicho” aos jogadores e nega premiação de R$5 milhões a Mancini

Presidente gremista concedeu entrevista nesta terça-feira

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O presidente Romildo Bolzan confirmou que o Grêmio irá ampliar o pagamento do “bicho” aos jogadores em caso de vitórias na reta final do Brasileirão.

Mas, em se tratando do técnico Vagner Mancini, ele descartou completamente a informação que circulou que a premiação em caso de permanência na Série A seria de R$ 5 milhões.

“Surgiram informações de que a premiação seria de R$ 5 milhões ao Mancini, mas esse valor é completamente inverídico. Toda premiação é acertada no contrato do treinador. E com os jogadores é no início da temporada. O que pode acontecer é darmos bonificação maior a cada jogo. Queremos recompensar o esforço. Sobre o Mancini, não chega nem a 20% desses R$ 5 milhões”, garantiu em entrevista a Rádio Band.

Na mesma entrevista, Bolzan falou com mais detalhes sobre o processo de escolha de Vagner Mancini para o cargo:

“O Mancini tem características que pra nós são fundamentais. Estamos acompanhando ele há longo tempo. Fez um bom time no Atlético-GO e vinha recuperando o América-MG. Precisávamos de um treinador com boa aceitação do grupo para fazer a remobilização, inclusive emocional. A segunda situação era de que precisávamos de um técnico com rápida resposta em sua chegada. Isso era fundamental”, terminou.

Em 19° lugar com 26 pontos, o Grêmio volta a jogar pelo Brasileirão na segunda-feira que vem, 20h, diante do Atlético-GO, fora.

Veja mais em Romildo Bolzan.

Comentários