Ir para o conteúdo principal

Bolzan garante que seguirá no Grêmio em 2022: “Um trabalho duro para fazer”

Presidente ainda garantiu que encara com naturalidade as críticas da torcida.

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Muito se especulou que Romildo Bolzan deixasse a presidência do Grêmio para concorrer ao governo do estado em 2022, mas a hipótese foi descartada pelo mandatário.

Após a vitória sobre o Bragantino, na última terça, Bolzan garantiu que seguirá no comando do clube no próximo ano.

“Estarei, sim (no cargo de presidente em 2022). Vou estar como sempre tenho dito e reiterado. Teremos um duro trabalho para fazer algumas avaliações no clube. O Grêmio não vai disputar, talvez, um campeonato sul-americano. Será a primeira vez desde 2016. O Grêmio vai ter de sofrer uma readequação. Vamos ter de fazer uma profunda reavaliação. É um desafio de manter o bom equilíbrio do Grêmio”, avaliou o presidente em coletiva.

Questionado sobre as críticas dos torcedores, Romildo se mostrou tranquilo e garantiu que encara com a maior naturalidade possível. “Quem sou eu para julgar o comportamento da torcida? Tem a passionalidade que gera esse tipo de manifestação. Encaro com absoluta naturalidade e resignação”, concluiu.

Veja mais em Romildo Bolzan.

Você pode gostar

Comentários