Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Campeão com o Grêmio, treinador diz que recusou abrir conversas com Real Madrid e PSG

Pedro Vilela / Getty Images

Campeão da Copa do Brasil com o Grêmio em 2001, o técnico Tite, atualmente na seleção brasileira, revelou ter recusado abrir conversas com o Real Madrid e o PSG, além do Sporting, de Portugal.

+ Roger ganha estabilidade como treinador do Grêmio após vitória contra o Sampaio Corrêa

O convite da equipe espanhola teria acontecido pouco antes da Copa do Mundo de 2018. O treinador conta, em entrevista ao site inglês The Guardian, que preferiu não ouvir a proposta de olho no título mundial com o Brasil, na Rússia.

“Na Copa do Mundo (de 2018), eles (Real Madrid) disseram que queriam conversar e eu disse ‘não, não vou falar, não chegue perto’. Quero estar em paz comigo e com o meu trabalho. Estou dando o meu melhor. Quando você faz algo em paralelo, isso não está sendo feito ao máximo. Eu não posso fazer isso. Recebi ofertas do Real Madrid, PSG e Sporting (POR). Mas eu não queria isso. Eu quero ganhar a Copa do Mundo. Depois da Copa do Mundo, vou decidir meu futuro”, disse Tite.

Tite pelo Grêmio

Tite ganhou projeção nacional comandando o Grêmio entre as temporadas de 2001 e 2003. Com o tricolor, disputou 101 partidas e conquistou 51 vitórias.

O treinador rodou pelo futebol brasileiro e comandou clubes como Atlético-MG, Palmeiras, Internacional e Corinthians, além do Caxias, onde deu início a carreira de técnico de futebol.

Você pode gostar

Comentários