Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Campeões Mundiais Sub-17 pelo Brasil não devem ser aproveitados por Renato em 2020

Jogador do Grêmio, Diego Rosa é destaque no Brasil sub-17

Diego Rosa, do Grêmio, pela Seleção Sub-17 — Alexandre Loureiro / CBF

No último domingo, a Seleção Brasileira Sub-17 se sagrou campeã mundial da categoria com dois gremistas sendo importantes na conquista. Os meias Pedro Lucas e Diego Rosa retornaram para Porto Alegre com status, mas isso não garantirá a eles uma mudança de patamar dentro do clube. Apesar dos grandes elogios, os garotos sequer deverão subir para o Time de Transição em 2020.

A leitura interna é que ambos precisam cumprir os protocolos de formação, sem pular etapas. Em 2020, deverão disputar a Copa Ipiranga, no Rio Grande do Sul, e a Copa São Paulo de Futebol Júnior, no Estado paulista. Uma avaliação criteriosa será feita pelos membros das comissões técnicas das categorias de base, mas os campeões mundiais deverão permanecer no time Sub-20. A promoção para a equipe de Transição dependerá do desenvolvimento dos atletas nas competições e treinamentos.

Satisfeitos com a qualidade dos garotos, os dirigentes entendem que existem outros jogadores que estão na fila por oportunidades. Darlan, Isaque e Frizzo, por exemplo, foram promovidos nesta temporada para os profissionais e buscam afirmação. A leitura interna é que a competência do trabalho de formação permite ao clube cumprir os processos, sem queimar etapas, garantindo assim a maturação completa dos jovens.

Veja mais

Comentários