Ir para o conteúdo principal

Demitido do Grêmio, Marcelo Oliveira admite “tristeza enorme no coração”

Agora dirigente, ex-lateral-esquerdo deixou o clube nesta segunda-feira

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

A primeira medida tomada de forma concreta pelo Grêmio após cair para a Série B foi anunciada nesta segunda-feira. Em coletiva de imprensa, o vice de futebol Denis Abrahão confirmou que o coordenador Marcelo Oliveira e o auxiliar Thiago Gomes foram demitidos alegando “contenção de gastos”.

“Viemos anunciar a saída do nosso querido ex-lateral esquerdo e coordenador-técnico Marcelo Oliveira, que se desligou do grupo hoje. Uma decisão difícil de tomar, mas oportuna. Definida, acatada e tomada. Ponto. Chamei o auxiliar-técnico permanente Thiago (Gomes) e também o desliguei do quadro de funcionários do clube. Dois grandes profissionais (Marcelo Oliveira e Thiago Gomes) que não fazem mais parte do Grêmio iniciando reformulação do departamento de futebol. Devido ao aspecto financeiro, tivemos que sacrificar estes dois grandes profissionais, que farão falta para o clube”, colocou o dirigente.

Mais tarde, o antigo lateral-esquerdo escreveu um texto sobre a sua saída e admitiu “tristeza enorme” por deixar o Grêmio. Ele também deu mais detalhes da função que exercia no clube.

Veja o post de Marcelo Oliveira:

É com uma tristeza enorme no coração que hoje me despeço desse clube que um dia sonhei em vestir a camisa. Do primeiro dia que cheguei aqui até o dia de hoje, quando encerro o meu ciclo, só posso dizer que honrei cada segundo que estive dentro do clube mais presente na minha vida.

Como atleta, pude ajudar o Grêmio a conquistar muitos títulos, voltamos a ser um dos maiores do mundo e sou muito grato a Deus por isso.

Como coordenador técnico, preferi ficar nos bastidores, mas posso garantir que trabalhei muito todos os dias, praticamente sem folga, presente nas viagens, jogos, momentos bons e ruins… Em busca de, internamente, fazer o melhor. Não foi um trabalho tão visto, apesar de extremamente importante e que exigiu muito.

Fiz tudo o que estava ao meu alcance para que o clube não chegasse na situação de hoje, mas vou continuar na torcida pra que ele volte pro lugar de onde nunca deveria ter saído.

Quero agradecer aos amigos que fiz ao longo desses 7 anos de trabalho, todos os funcionários que convivi, atletas que tive o prazer de jogar e de acompanhar e a torcida que sempre demonstrou muito respeito e gratidão por mim.

Realizei meu sonho e agora vou em busca dos próximos! Obrigado por tudo, @gremio. O que vivemos e conquistamos aqui jamais será esquecido!

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Você pode gostar

Comentários