Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Diego Souza relembra indefinição da permanência no Grêmio e afirma que sempre quis ficar

Centroavante vem se mantendo como artilheiro do time

Lucas Uebel/Grêmio

Após ter o seu rebaixamento concretizado na temporada passada, o Grêmio começou a promover uma limpa no elenco e um dos nomes que teve até nota oficial informando a saída foi Diego Souza. Mas, pouco depois do anúncio, ele foi “recontratado” pelo clube em uma polêmica curiosa que viralizou na época.

Em nova entrevista ao site Globoesporte.com, o jogador falou a respeito disso e garantiu que sempre quis ficar:

+ Bolzan atualiza situações de possível renovação contratual com Kannemann e Geromel

“A minha vontade sempre foi de permanecer no Grêmio. O ano não foi bom e sair depois de tudo que aconteceu seria muito ruim. Eu tinha três temporadas no clube, dando meu melhor e não queria de jeito nenhum sair daquela maneira. Graças a Deus deu certo, fiquei e agora é trabalhar para recolocar o Grêmio, ajudar a seguir um caminho de glória novamente”, explicou.

Segundo Diego Souza, na mesma entrevista, o Grêmio foi o clube que permitiu a sua “explosão” na carreira a partir de 2007:

“Tenho um carinho muito grande pelo Grêmio. Em 2007, o Grêmio foi onde eu mudei de patamar. Era um segundo volante, sempre fui um jogador muito, modéstia à parte, sempre muito talentoso. Mas profissionalmente ainda tinha que explodir. E em 2007 graças a Deus cheguei no Grêmio, uma equipe bem serena, bem organizada e ali explodi. Chegamos em final da Libertadores, campeonato estadual, Brasileiro, dali em diante mudei meu patamar. Foi fantástico para mim porque consegui mudar de fase na minha carreira”, acrescentou.

Veja mais em Jogadores do Grêmio.

Você pode gostar

Comentários