Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Dirigente sai em defesa dos jogadores ao falar sobre o desempenho recente: “Não são máquinas”

Paulo Luz blindou jogadores por conta de momento de instabilidade da equipe

Renato com elenco do Grêmio

Renato com elenco do Grêmio — Lucas Uebel / Grêmio FBPA

A instabilidade do Grêmio no mês de setembro ligou o sinal de alerta em todos do clube, inclusive na direção. Contudo, o discurso é de tranquilidade e de confiança na retomada dos bons resultados. Nesta quarta-feira, o tricolor encara a Universidad Católica pela Libertadores e todos acreditam que uma vitória dará a tranqulidade necessária. Para amenizar as críticas, Paulo Luz, vice de futebol, destacou que oscilações são naturais em qualquer esporte.

“Estamos preparados para fazer uma grande apresentação, mesmo cientes de que estamos com dificuldades momentâneas. Estamos tendo um reencaixe da equipe, muitas caras novas e jogadores jovens (…) É uma jornada, e claro que custa. Os atletas não são máquinas”, destacou na rádio Bandeirantes.

Dos 9 jogos marcados para o mês de setembro, quatro já foram disputados e os números são negativos. O Grêmio venceu apenas o Bahia, empatando outros dois e sendo derrotado para o Sport. Para estar apto a brigas grandes na sequência da temporada, cobranças diárias são feitas, segundo o dirigente.

“Nós temos consciência. A nossa comissão técnica tem um grau de exigencia. Um grau de cobrança. O mais exigente é o próprio Renato”, disse Paulo Luz.

O dirigente ainda manifestou confiança no enfrentamento deste meio de semana.

Clique aqui para receber todas as notícias do Grêmio em nosso grupo no Telegram.

“Faremos um grande jogo aqui. Confiamos no clima interno que é muito positivo entre atletas e diretoria. Tenho certeza que faremos um grande encontro na Libertadores da América”, concluiu.

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Veja mais

Comentários