Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Dirigente volta atrás após prometer reforço que causaria repercussão: “Força de expressão”

Paulo Luz havia prometido "grande repercussão" com negócios do clube.

Romildo Bolzan, presidente do Grêmio

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

“Nos estamos muito atentos, agindo com muita responsabilidade e podemos a qualquer momento fazer um anúncio que surpreendera a opinião pública e a torcida gremista porque serão contratações que certamente poderão ter grande repercussão”. Essa foi a afirmação dada pelo vice de futebol do Grêmio, Paulo Luz, no dia 3 de setembro e que gerou grande expectativa dos torcedores quanto a reforços. Porém, duas semanas depois, o dirigente admitiu que fez uso da força das palavras em um momento de derrota para se justificar.

No período em que muitos gremistas aguardam com ansiedade a possibilidade de Cavani jogar no clube, o vice de futebol se retratou da promessa. Segundo Luz, a frase ocorreu em um momento de grande agitação por conta do jogo contra o Sport que havia sido disputado na oportunidade e ao ser questionado sobre o período de instabilidade fez uso de expressão mais forte.

“Aquilo foi muito mais uma força de expressão, até eu sou humano né? Aquela entrevista foi dada após uma derrota”, disse em entrevista a Rádio Bandeirantes.

Contudo, Paulo Luz enfatizou os movimentos recentes do clube no mercado, alertando que sempre foi a intenção da diretoria reforçar o grupo com qualidade. A contratação de Diogo Barbosa, por exemplo, fechada na última semana, na avaliação do cartola, é um feito a ser destacado pelo acréscimo que o defensor representa ao elenco. Porém, sobre o tema Cavani, a cautela é muito maior na escolha de palavras.

“As condições do Grêmio na comparação com o futebol europeu são impraticáveis, mas não posso desautorizar o presidente quanto as suas sinalizações ao torcedor”, concluiu.

Clique aqui para receber todas as notícias do Grêmio em nosso grupo no Telegram.

Veja mais

Comentários