Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

DM do Grêmio não detectou hérnia que pode tirar Ferreira de 11 jogos da Série B

Jogador optou por seguir tratamento fora do clube

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Ferreira passou por uma cirurgia marcada às pressas para a correção de uma hérnia inguinal. O atacante convivia há tempos com dores extremas na região do púbis e chegou a ser motivo de desconfiança interna no Departamento Médico do Grêmio.

Em nota divulgada na quarta-feira (11), o Grêmio ressaltou que o quadro acima nunca foi detectado em exames ou procedimentos feitos dentro do clube anteriormente. Por parte do jogador, há a certeza de que a lesão muscular no adutor, detectada em fevereiro era muito mais grave do que como fora classificada pelo DM do tricolor. As dores incomodam o jogador até hoje.

De acordo com publicação do Globo Esporte, Ferreira fez exames de imagem com o médio Luiz Felipe Carvalho, o mesmo que conduz o tratamento com células-tronco no momento e que é referência no atendimento de atletas profissionais. Na época, três dias antes do clássico Gre-Nal pela semi-final do Gauchão, foi detectada que a lesão ainda não estava cicatrizada.

Tal fator levou o staff do jogador a optar pelo tratamento fora do clube, autorizado pelo Grêmio, inclusive. Vale lembrar que Ferreira já passou por procedimentos anteriores envolvendo células-tronco para corrigir uma fascite plantar quando ainda atuava pela equipe de transição.

Ferreira pode ficar fora de 11 jogos na Série B

O tempo de recuperação e retorno total às atividades do clube é estimado em 8 semanas. Nesse período, Ferreira ficaria de fora de 11 jogos da Série B, retornando contra o Tombense, no dia 21 de julho, na Arena. O jogador está em tratamento desde 15 de abril.

Em 2022 o atacante gremista participou de apenas 8 jogos. Não fez gols nem distribuiu assistências. 6 desses jogos foram pelo Gauchão.

Você pode gostar

Comentários