Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Edilson explica razão da “demora” na recuperação da última lesão

Jogador espera ter enfim uma sequência na titularidade

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Contratado para ser o dono da lateral-direita a partir do mau desempenho de Orejuela, o lateral-direito Edilson teve um problema em sua arrancada no Grêmio de 2022 que foi a lesão muscular na coxa. Ele acusou a dor logo no começo da vitória sobre o Guarani, na Arena.

+ Diego Souza vira dúvida no Grêmio para jogo contra o Sport, pela Série B

Ao site GZH, o jogador falou do seu histórico positivo de recuperação de lesões e justificou a “demora” dessa vez:

“Tenho mais de 16 anos de carreira e sempre voltei rápido de lesão muscular. Essa foi mais demorada. Criou uma fibrose por cima do músculo. Toda vez que treinava, doía um pouco. Ficava com medo de ser uma nova lesão. Fizemos o exame e mostrou que não tinha nada de lesão. Sei do que represento para o torcedor. Sempre tento fazer meu melhor dentro de campo. Mesmo sem estar 100% fisicamente, a gente se doa para ajudar”, disse.

De volta ao time desde o empate fora de casa contra o Vasco da Gama, o jogador também falou do atual esquema com três zagueiros:

“É um esquema que fazia tempo que não jogava. Jogava muito tempo na linha de quatro. Não mudava muito. Mas é válida esta mudança até por me liberar mais para atacar. Agora eu só preciso pegar um pouco mais de ritmo para ajudar cada vez mais o pessoal ali da frente. Estar bem fisicamente para ajudar. Com os dois alas, temos que pisar na área e dar suporte para o pessoal ali da frente a todo momento”, encerrou.

Veja mais em Jogadores do Grêmio.

Você pode gostar

Comentários