Ir para o conteúdo principal

Estafe de Everton Cardoso desmente Dênis Abrahão e nega pedido de férias antecipadas

Clube afirmou que atacante será negociado com outro clube em 2022.

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O estafe do atacante Everton Cardoso negou que o jogador tenha pedido liberação para férias antecipadas para o Grêmio, conforme disse o vice-presidente de futebol Dênis Abrahão em coletiva na última segunda-feira (29).

Everton está entre os sete jogadores afastados pelo clube da reta final da temporada. Em entrevista, Abrahão afirmou que o atacante teria solicitado férias “de maneira antecipada”. O dirigente ainda descartou a permanência do jogador para 2022.

“O Everton também queria sair de férias de maneira antecipada. […] É um jogador que tem mais um período de contrato com o Grêmio e nós vamos tentar fazer negócio com ele. Não está nos planos para o próximo ano”, afirmou o dirigente.

Nos bastidores, a assessoria de Everton Cardoso desmentiu a fala de Dênis Abrahão e reforçou que o atacante estava disposto a ajudar no restante do Campeonato Brasileiro.

Contratado junto ao São Paulo em 2020, Everton, de 32 anos, tem contrato com o Grêmio até dezembro de 2022.

Veja mais em Jogadores do Grêmio.

Você pode gostar

Comentários