Ir para o conteúdo principal

Ex-presidente do Grêmio cita histórico de Gre-Nais e diz entender Patrick

Ex-dirigente gremista falou sobre os casos do Gre-Nal

Silvio Avila / Getty Images

O ex-presidente gremista Cacalo tratou de dar resposta aos atos de Patrick, que gerou uma grande confusão no final do Gre-Nal de sábado, no Beira-Rio, ao levantar caixões azuis no meio do gramado.

Para Cacalo, que foi presidente tricolor entre 1997 e 1998, esta atitude é compreensível pelo fato de que o jogador mais perdeu do que ganhou Gre-Nal na carreira:

“De outra parte, quero dizer que entendo perfeitamente a atitude do jogador Patrick, no fim do jogo, ao comemorar a vitória. Intimamente, ele devia estar carregando um peso enorme em seus ombros, que  justifica o excesso cometido. Afinal, este rapaz jogou até agora 17 clássicos Gre-Nal e venceu somente dois. Isso é uma marca que fica no currículo de qualquer atleta”, disse em coluna no iste GaúchaZH.

Ainda segundo o ex-dirigente, o melhor jogador do Gre-Nal foi Marcelo Lomba pelas defesas que praticou:

“De outra parte, quero dizer que entendo perfeitamente a atitude do jogador Patrick, no fim do jogo, ao comemorar a vitória. Intimamente, ele devia estar carregando um peso enorme em seus ombros, que  justifica o excesso cometido. Afinal, este rapaz jogou até agora 17 clássicos Gre-Nal e venceu somente dois. Isso é uma marca que fica no currículo de qualquer atleta”, terminou.

Veja mais em Clássico GreNal.

Você pode gostar

Comentários