Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Ex-presidente do Grêmio não acredita mais em volta do Gauchão: “Foi para o espaço”

Campeonato estadual segue em compasso de espera pelo coronavírus

Caxias tira onda com o Grêmio — Divulgação / Caxias

Em razão das restrições mantidas no Rio Grande do Sul por conta do coronavírus, ex-presidente gremista na década de 90, Luiz Carlos Silveira Martins, o Cacalo, já não acredita mais no retorno do Gauchão, paralisado desde a metade de março pela pandemia.

Ao Diário Gaúcho neste final de semana, onde assina coluna, ele relembrou que Porto Alegre, por exemplo, continua com a “bandeira vermelha” do distanciamento controlado e que, com isso, os prognósticos não podem ser favoráveis à volta do futebol.

“A permanência de Porto Alegre na bandeira vermelha significa dizer que durante mais 15 dias a Capital estará obedecendo às restrições desta bandeira. E isso, independentemente de melhora na próxima semana (…) a partir do que tenho lido e ouvido nos últimos dias, estou firmando uma opinião que gostaria que fosse pessimista, mas, me parece, cheia de realismo. Já não sei se o Grêmio vai e quando vai para Santa Catarina. Para efeito de Gauchão, estou desistindo”, escreveu, antes de arrematar:

“Não sei o que será feito do nosso Estadual. As diversas circunstâncias nas cidades dos clubes não permitem equidade de preparação. Embora queira resistir, quero crer que o Gauchão foi para o espaço. E, penso, sem campeão”.

Proposta de volta e datas

Inicialmente, a proposta de retorno feita pela FGF indicava a volta no dia 19 de julho, mas o prazo já foi descartado pelo Governo do RS. Agora, a entidade estipula como “limite” o dia 26.

Enquanto isso, a CBF bateu o martelo neste final de semana e garantiu que o Brasileirão iniciará no dia 9 de agosto, o que poderá gerar conflito de datas se o Gauchão voltar.

Veja mais em Campeonato Gaúcho.

Veja mais

Comentários