Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Flamengo ignora acordo com a CBF e abre venda de ingressos para jogo contra o Grêmio

O valor dos bilhetes varia de R$ 100 a R$ 900.

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Flamengo está ignorando o acordo entre os clubes e a CBF e vai colocar a sua torcida dentro do Maracanã para o jogo diante do Grêmio pela segunda partida das quartas de final da Copa do Brasil.

A venda dos ingressos foi anunciada nesta sexta-feira e conta com os valores dos bilhetes variando entre R$ 100 e R$ 900, dependendo do setor do estádio. O clube carioca ainda pede, obrigatoriamente, a carteira de vacinação com, pelo menos, a primeira dose contra a covid-19 para pessoas entre 15 e 49 anos.

Além disso, o torcedor que for entrar no estádio deverá fazer e apresentar um teste de antígeno ou RT-PCR com resultado negativo, com validade nas últimas 48 horas antes do jogo.

Em entrevista nesta semana, o presidente do Grêmio garantiu que, caso houvesse a presença de público no estádio, o Grêmio corria o risco de não entrar em campo contra o Flamengo.

“O Grêmio examina, por uma questão de equidade, não comparecer à partida se o Flamengo insistir em colocar público. O Grêmio se encontra amparado pelo protocolo que definiu o regulamento da competição. É uma situação necessária fazer por questão de justiça e de estabelecer a igualdade nos dois confrontos. Caso isso não seja observado, o Grêmio poderá organizar uma situação de não comparecer ao jogo”, afirmou Romildo.

Confira o protocolo da CBF

Em partidas ida e volta (mata-mata), no caso de um dos clubes envolvidos não ter autorização pelo órgão sanitário local para receber público no estádio, ambas as partidas não terão público. Exemplo: Clube A da UF 1 tem permissão pela autoridade sanitária local para receber público máximo de 20% do estádio, enquanto Clube B da UF 2 não tem permissão pela autoridade sanitária local para receber público (0% do estádio). No caso de confronto entre as equipes em formato eliminatório ida e volta, nem Clube A nem Clube B poderão receber público nos seus respectivos estádios

Veja mais em Copa do Brasil.

Comentários