Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Forte discussão entre jovens e maduros: Bastidores do Grêmio esquentaram após derrota para o Sport

Clima esquentou no Grêmio após mais um resultado ruim

Lucas Uebel/Grêmio

Os bastidores do Grêmio esquentaram de vez depois da surpreendente derrota de 2×1, em casa, para o Sport, no domingo passado. Após a partida, ainda no vestiário, cobranças fortes entre os atletas, com tem elevado, deram o tom do ambiente e, segundo o site GZH, o zagueiro Ruan foi quem tomou partido para defender os jogadores mais jovens.

Os ânimos, na sequência, foram acalmados e a ideia dos próprios atletas é fazer deste fato um combustível a mais de motivação para os jogos seguintes, a começar pelo Cuiabá, nesta quarta-feira, a partir das 21h30.

Desde segunda-feira, reuniões têm acontecido no CT Luiz Carvalho e em uma delas as lideranças do elenco do Grêmio pediram para o técnico Luiz Felipe Scolari escalar o time de forma mais ofensiva, tendo em vista as características dos jogadores que tem nas mãos.

“Temos que trabalhar. Nós temos que acreditar no nosso trabalho. Nós temos que motivar o nosso grupo. Nós temos que mostrar que nós tínhamos 0,8% de aproveitamento e conseguimos 53% de aproveitamento nos jogos que nós trabalhamos com a equipe. Não tem como mudar 10 jogadores. Não se muda. Eles estão trabalhando com muito boa vontade, com dedicação. Eles fazem o que a gente programa nos treinamentos. Nós não temos o que fazer, a não ser trabalhar e acreditar naquilo que estamos fazendo”, disse Felipão após o último jogo.

Mudanças neste momento não são cogitadas e o Grêmio mantém confiança em Scolari para sair da triste situação que vive na tabela. A pressão maior é sobre o vice-presidente de futebol Marcos Herrmann, cada vez mais alvo dos torcedores.

Para encarar o Cuiabá, o Grêmio não terá o lesionado Borja e o convocado Villasanti. O clube é o 18° colocado com 22 pontos neste momento da tabela do Brasileirão.

Veja mais em Brasileirão.

Comentários