Ir para o conteúdo principal

Guto Ferreira diz que fala de Dênis Abrahão antes do jogo virou “combustível” para o Bahia

Guto Ferreira admitiu motivação extra com as falas do oponente.

Felipe Oliveira / EC Bahia

Na véspera da partida desta sexta-feira, o vice-presidente de futebol gremista Denis Abrahão mostrou confiança em uma vitória e ainda chegou a dizer que a torcida do Bahia “não é como a do Grêmio” e que em 20 minutos estaria resmungando no jogo.

“Se a torcida do Bahia fosse como a do Grêmio, eu estaria preocupado. Porque a nossa é inigualável, apoia do primeiro ao último minuto, e isso nos faz muita falta. Mas, a do Bahia, com 20 minutos está resmungando. Se tivermos malandragem e experiência podemos tirar vantagem disso. E estamos preparados para isso, para de uma hora para a outra transformar tudo. Vamos sair com uma grande vitória, consagradora para um novo momento do Grêmio”, projetou, em entrevista a Rádio Gaúcha, Denis antes da derrota.

Guto Ferreira, treinador do Bahia, confirmou em coletiva de imprensa depois da vitória de 3×1 que as declarações acima motivaram o seu time.

“Primeira coisa é a necessidade e o profissionalismo da equipe, que fez todo o resultado. A partir daí, a boca fala o que quer. E se o cara quer dar combustível para a gente, tudo bem. Ninguém gosta de ser humilhado. Ninguém gosta de ser colocado para baixo verbalmente. Falou mal da nossa torcida. Mexeu em coisas que só nos motivou, com certeza. Foi gasolina para nós. Que bom. Que bom que eles jogaram para nós”, declarou.

Neste momento, o Bahia, que passa a ser o primeiro time fora da zona do rebaixamento, tem 40 pontos e um jogo a menos que o Grêmio, que é o 18° com 36.

Veja mais em Brasileirão.

Você pode gostar

Comentários