Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Há 18 anos, Grêmio vencia o River Plate em pleno Monumental de Nuñes pela Libertadores

Tricolor vencia adversário argentino por 2 a 1 em jogo de ida pelas oitavas de final da Libertadores

O Grêmio coleciona em sua história vitórias memoráveis, e uma delas foi o triunfo por 2 a 1 sobre o River Plate pelas oitavas de final da Copa Libertadores de 2002, que completou 18 anos nesta sexta-feira, dia 24 de abril de 2020.

Com gols de Tinga e Gilberto, o Tricolor bateu a equipe argentina em pleno estádio Monumental de Nuñes e deu o primeiro passo rumo a próxima fase do torneio continental. Quem marcou para o River foi, curiosamente, Eduardo Coudet, atual técnico do Internacional.

A vitória gremista começou a ser construída pelos pés de Tinga. Saiu dele, aos 12 minutos do segundo tempo, o gol de empate contra o River Plate. O lateral-esquerdo Gilberto, que mais tarde viria se destacar com a Seleção Brasileira, anotou o gol da virada aos 45 da etapa complementar após bela jogada de Fernando Monegazzo.

O elenco do River Plate, vale relembrar, contava na época com velhos conhecidos da dupla Gre-Nal. D’Alessandro, ídolo do rival, ainda figurada entre os reservas dos “Millonarios”. Maxi López, de boa passagem pelo Grêmio na temporada de 2009, era outra figura de destaque da equipe argentina.

Classificação do Grêmio

Depois da vitória por 2 a 1 fora de casa, o Grêmio goleou o River Plate por 4 a 0 no jogo da volta, no Olímpico, avançando para as quartas de final da Libertadores para encarar o Nacional, do Uruguai.

Os gols do Tricolor na partida de volta, disputada em 2 de maio, foram marcados por Rodrigo Mendes, Luizão, Zinho e Luís Mário.

Escalações

Comandado por Tite, o Grêmio foi a campo no 3-5-2 com: Eduardo Martini; Anderson Polga, Claudiomiro e Roger; Anderson Lima, Émerson, Tinga, Zinho (Fernando Monegazzo) e Gilberto; Luizão (Fábio Baiano) e Rodrigo Mendes (Rodrigo Fabri).

O River Plate, do técnico Ramón Díaz, começou a partida com: Comizzo; Garcé, Ayala e Rojas; Coudet (Franco), Ledesma (Cambiasso), Husaín, Ortega (D’Alessandro) e Zapata; Domínguez e Cavenaghi.

Gols da partida

Com informações: Grêmiopédia

Comentários