Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Independente do Bahia: a estabilidade dada a Renato pela gestão do Grêmio

Técnico gremista não está ameaçado, segundo a direção

Getty Images

Na principal informação retirada da coletiva de imprensa do presidente Romildo Bolzan Jr nesta quarta-feira, ficou bem claro que o Grêmio não vai demitir o técnico Renato Portaluppi nem mesmo em caso de derrota para o Bahia.

O duelo em Salvador pelo Brasileirão ocorre nesta quinta-feira, 19h15. Confira as três principais declarações de Bolzan no sentido de dar estabilidade à comissão técnica:

“O treinador não tem nenhum risco, de absolutamente nada. Não existe isso. O Renato deve estar tranquilo. Eu sou presidente do Grêmio há cinco anos e já passei por descomposturas de todos os tipos, não é a primeira vez que isso acontece. O futebol é absolutamente emocional. O Grêmio é um clube vencedor, que recupera logo ali na frente”
.
“O Grêmio é um clube que renova. Se observarmos que tem alguma situação que necessita algum tipo de interferência, claro que vamos fazer um debate. Mas não um debate autoritário, aquele do cacique ou do ditador. Não existem ambientes que se formam de uma situação monocrática, autocrática ou autoritária. Se formam a partir de debates e diagnósticos. Fizemos isso em 2015 a partir de diagnóstico. Se precisarmos fazer outro diagnóstico, se fará”
.
“A conversa com o treinador é permanente, o diálogo é aberto. O Renato compartilha situações, debates, socializa os problemas e angústias dele. Vamos vencer logo ali na frente”

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Veja mais

Comentários