Ir para o conteúdo principal

Algoz do Grêmio em 2018, Marcelo Gallardo anuncia saída do River Plate

Juan Mabromata / AFP via Getty Images

Pivô de polêmica na eliminação do Grêmio na Libertadores de 2018, Marcelo Gallardo anunciou sua saída do River Plate na manhã desta quinta-feira após nove temporadas sob o comando da equipe argentina.

+ Últimas do Grêmio: Bruno Alves em 2023; público contra o Bahia e cirurgia de Jhonata Robert

Em um curto comunicado à imprensa, o treinador confirmou que deixará o clube após o término de seu contrato, que se encerra no próximo mês de dezembro. A decisão, segundo ele, foi uma das mais difíceis e delicadas de sua vida.

“Comunico que é o final do contrato, já não sigo mais no clube. É uma das decisões mais difíceis e sentidas da minha vida. É um momento muito delicado para me expressar. Darei uma breve pausa. Estou aqui para agradecer as pessoas que confiaram em mim”, disse.

Sonho de consumo da maioria dos grandes clubes sul-americanos, Gallardo deve ter um destino diferente: a Europa. O treinador de 46 anos é cotado para assumir uma grande equipe europeia a partir de junho de 2023. O futebol espanhol tende a ser o destino do ídolo do River Plate.

Polêmica de Gallardo com o Grêmio em 2018

Marcelo Gallardo foi protagonista da polêmica eliminação do Grêmio na Libertadores de 2018, quando mesmo suspenso da partida, desceu de um dos camarotes da Arena até o vestiário de sua equipe durante o intervalo para passar orientações pessoalmente.

O Grêmio esteve classificado para a decisão da Libertadores até os 45 minutos do segundo tempo, mas acabou levando a virada do River Plate nos instantes finais da partida. Por conta da interferência de Gallardo, o clube chegou a ingressar nos tribunais da Conmebol, mas não logrou êxito.

Sob o comando do River Plate desde 2014, Marcelo Gallardo conquistou duas vezes o título da Libertadores, além de uma Copa Sul-Americana e três Recopas.

Voltar para o topo