Ir para o conteúdo principal

Conselheiro do Flamengo vai ao STJD contra Renato e questiona conduta do treinador diante do Grêmio

Reprodução

Um conselheiro do Flamengo acionou o técnico Renato Portaluppi no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta do comportamento do treinador no jogo contra o Grêmio, na última terça-feira, na Arena.

José Carlos Isidro Pereira, mais conhecido como “Peruano”, alega que Renato agiu contra o próprio clube, o Flamengo, com o intuito de ajudar a sua ex-equipe, que luta para escapar do rebaixamento.

“O comportamento e algumas medidas adotadas pelo primeiro Noticiado chamaram a atenção para a pior ideia que se pode ter sobre o comportamento de um profissional de futebol, qual seja, de que estaria atuando contra a própria equipe que defende”, afirmou o Peruano em sua ação no STJD.

No jogo, o Flamengo chegou a estar vencendo por 2 a 0 e com um jogador a mais em campo, mas cedeu o empate na reta final da partida. Nas redes sociais, vários torcedores do time carioca pediram a demissão de Renato sob a alegação de que o treinador teria aliviado para o seu ex-clube.

“Estou aqui no tribunal entrando contra o Renato Gaúcho para ele aprender a respeitar a torcida do Flamengo, porque o Flamengo tem dono, e o dono é a torcida do Flamengo. Por isso vim como pessoa física entrar contra o Renato no Superior Tribunal de Justiça Desportiva. E outra coisa: ele trabalhou deliberadamente contra o Clube de Regatas do Flamengo, e não vai ficar impune. Sendo campeão ou não, ele será demitido depois do jogo porque o Flamengo tem que ter respeito, e para o Flamengo ter respeito, tem que tirar esses cânceres do Flamengo”, disse o conselheiro dentro da sede do STJD, no Rio de Janeiro.