Ir para o conteúdo principal

Dirigente explica nova folha salarial do Grêmio para 2022; corte deve ser de 50%

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Rebaixado à Série B, o Grêmio terá de reduzir drasticamente o valor de sua folha salarial, que durante a temporada beirou os R$ 15 milhões.

A diminuição dos gastos com pagamentos deve chegar aos 50% em relação ao que se praticou em 2021, conforme revelou o CEO Carlos Amodeo ao site UOL Esporte.

“Em um contexto de Série B, a folha precisa ser ajustada de maneira expressiva. O ajuste deve ser para um patamar em torno de R$ 8 milhões, conforme apresentado e aprovado pelo conselho deliberativo do Grêmio”, afirmou Amodeo.

Com as dispensas feitas até o momento, a economia gerada nas receitas do clube foi de aproximadamente R$ 3 milhões mensais. As próximas saídas do Grêmio envolvem o meia Jean Pyerre, que deve ir ao Athletico-PR, o zagueiro Paulo Miranda e o volante Darlan, ambos para o Juventude.

Além desses, o atacante Everton Cardoso deve fechar com o Sport para a próxima temporada e aliviar mais um pouco a folha salarial do clube.