Ir para o conteúdo principal

Sem Rodrigo Caetano, Grêmio analisa ex-executivo de São Paulo e Vasco

Rafael Ribeiro / Vasco

Rodrigo Caetano agora é passado para o Grêmio. O clube analisa outros nomes no mercado para o cargo de diretor-executivo e tem no radar Alexandre Pássaro, profissional de passagens por São Paulo e Vasco nas últimas temporadas. As informações são do repórter Eduardo Gabardo, da Rádio Gaúcha.

+ Cristaldo pode se tornar a contratação mais cara da história do Grêmio; ranking

O nome de Pássaro vem sendo debatido entre os membros da nova direção do Grêmio, que desistiram de vez de Rodrigo Caetano. O dirigente recusou o convite feito pelo presidente Alberto Guerra e dará seguimento ao trabalho no Atlético-MG, onde tem contrato até dezembro de 2026.

Ainda não existem negociações entre Grêmio e Alexandre Pássaro. O dirigente está livre no mercado desde a saída do Vasco, em dezembro de 2021. Por lá, exercia o cargo de diretor-executivo, mas foi dispensado após o clube não conseguir o acesso à Série A.

Pássaro surgiu no São Paulo, em 2020, mas exercia a função de gerente-executivo. O cartola, aliás, deu início a sua carreira de dirigente na equipe paulista, onde começou exercendo funções jurídicas.

Mesmo sem executivo, Grêmio trabalha por reforços

Ainda sem um nome para o cargo de diretor-executivo, o Grêmio se movimenta no mercado da bola em busca de reforços. Até o momento, o tricolor tem negociações avançadas com dois jogadores: o lateral-esquerdo Reinaldo, ex-São Paulo, e o meia Cristaldo, do Huracán.

Voltar para o topo