Ir para o conteúdo principal

Grêmio negocia rescisão com Paulo Miranda e Everton Cardoso, dois dos maiores salários do clube

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Grêmio negocia a rescisão contratual do zagueiro Paulo Miranda e do atacante Everton Cardoso. O clube já havia avisado antes mesmo do fim da temporada que não permaneceria com os jogadores para 2022.

Ao site Globo Esporte, o vice de futebol Dênis Abrahão confidenciou que as partes buscam uma conjuntura “confortável” para anunciar o final dos vínculos, que vão até dezembro de 2022. Abrahão também destacou que a dupla de jogadores possui o mesmo empresário, o que facilita a tratativa.

“O empresário do Everton é o mesmo do Paulo Miranda. Estamos conversando, trabalhando no sentido de criar uma situação que seja confortável para os jogadores e para o Grêmio. O negócio tem que ser bom para ambas partes. Somos sabedores disso, trabalhamos dessa forma, e assim vamos conduzir a gestão do departamento de futebol do Grêmio”, explicou Dênis Abrahão ao site Globo Esporte.

Donos de dois dos maiores salários do Grêmio, Paulo Miranda e Everton foram afastados após a derrota para o Bahia, no último dia 25 de novembro, por não estarem 100% comprometidos com o momento do clube. À época, o vice de futebol Dênis Abrahão já falava que ambos não permaneceriam para 2022.