Ir para o conteúdo principal

Grêmio prevê aumento de quase R$ 100 milhões em receitas com retorno à Série A

Lucas Uebel/Grêmio

O Grêmio está de volta à elite do futebol brasileiro em 2023 e já planeja o próximo ano com base nas finanças do clube. Depois de deixar de receber mais de R$ 70 milhões em 2022 com a queda para a Série B, prevê-se um aumento substancial nos recursos que o clube terá disponível.

+Loja libera cupom de 15% para camisas oficiais do Grêmio em comemoração ao acesso

Para se ter ideia, neste ano, as receitas de TV do tricolor tiveram uma diminuição de R$ 50 milhões. Na série A, o Grêmio recebia cerca de R$ 110 milhões por ano. Já em 2022, recebeu cerca de R$ 60 milhões (valor ainda a confirmar no balanço do clube).

Na próxima temporada, a expectativa é que o clube aumente sua receita não apenas com os valores recebidos dos direitos televisivos, mas também com o crescimento nas vendas de produtos do clube, aumento do quadro social e maior visibilidade com os patrocinadores.

Grêmio tem disputa presidencial em novembro

Ainda com dois jogos por disputar no Brasileirão Série B, o Grêmio também tem outros pontos importantes para definir o quanto antes. O mais relevante deles é saber quem será o novo presidente do clube em um ano de reconstrução do elenco.

Para tal, o primeiro turno será disputado dentro do Conselho Deliberativo, apenas com os votos dos conselheiros, no dia 03 de novembro. Cada uma das chapas inscritas precisa atingir pelo menos 20% dos votos para que a disputa frente ao voto direto dos sócios possa ser realizada no dia 12 de novembro.

Voltar para o topo