Ir para o conteúdo principal

Renato dá ultimado no Grêmio e condiciona briga por títulos a três reforços

Renato em entrevista no Grêmio – Foto: Reprodução / GrêmioTV

Em uma incomodada coletiva de imprensa concedida neste domingo, o técnico Renato Portaluppi, depois do empate do Grêmio em 3×3 com o Bragantino, na Arena, pelo Brasileirão, cobrou publicamente reforços da direção. Ele entende que só com a chegada de “dois ou três” jogadores de velocidade o clube poderá brigar nos campeonatos ainda em 2023.

+ Irritado, Renato diz que derrota do Grêmio para o Bragantino seria o resultado mais justo

O desejo do treinador é ter jogadores de velocidade pelos lados de campo, no melhor estilo Michael, que há tempos é o seu grande sonho:

“A gente sempre procura trabalhar a cabeça do jogador para que ele desempenhe o melhor futebol. Eu entendo o torcedor, mas o nosso grupo é esse. Temos vários problemas, vários jogadores no DM. Não gosto de ter os meias pelas beiradas, eles não têm a característica de correr atrás do adversário. Por isso precisamos de jogador de velocidade. Na janela, o Grêmio precisa decidir a sua vida e decidir o que quer para esse ano”, disparou Renato, antes de acrescentar:

“O clube, como o Grêmio, precisa pensar na próxima janela, precisamos de dois ou três jogadores de velocidade. E eu não vou iludir ninguém se não investir. Sem eles, não vamos ganhar a Copa do Brasil e o Brasileiro. O clube precisa escolher”.

Renato na bronca com atuação do Grêmio

Após o tropeço do Grêmio contra o Bragantino, o técnico Renato Portaluppi lamentou, mais uma vez, a atuação da equipe. Conforme o treinador, o time visitante deveria ter saído com a vitória.

“Um empate com gosto bem amargo. Poderíamos ter perdido, que era o que merecíamos hoje. O adversário foi melhor em todos os sentidos, tivemos alguns poucos minutos de bons momentos, principalmente no momento em que a gente virou a partida. Em uma falha coletiva, infelizmente no final do jogo nós cedemos o empate ao Bragantino”.

Voltar para o topo