Ir para o conteúdo principal

Torcedor do Grêmio relata ambiente hostil e até ameaça de policial em Criciúma: “Não são bem vindos”

Estádio Heriberto Hulse | Foto: Cristiano Andujar / Getty Images

Torcedores do Grêmio que viajaram até Santa Catarina para acompanhar a partida contra o Criciúma, na noite desta terça-feira, no estádio Heriberto Hulse, relataram ameaças de policiais militares antes da bola rolar para o duelo entre gaúchos e catarinenses. As autoridades locais prepararam um forte esquema de segurança.

+ Casa de apostas retorna o dobro em caso de vitória do Grêmio sobre o Criciúma

“Sou gaúcho, sou gremista, mas vocês não são bem vindos aqui. Se tiver que bater em vocês eu vou bater”, teria dito um agente no momento da revista, segundo relato do torcedor gremista Jeferson Lisboa.

A Polícia Militar de Santa Catarina preparou um forte esquema de segurança para o jogo desta terça-feira, que promete casa cheia no Heriberto Hulse. Os torcedores gremistas serão escoltados até o estádio. Além da escolta, há um efetivo com 18 conjuntos da cavalaria, canil e Batalhão de Choque nos arredores do local da partida.

Grêmio quer encerrar série sem vitórias na Série B

Contra o Criciúma, o Grêmio busca os três pontos para tentar quebrar uma série negativa de três jogos sem vitória na competição. Na terceira colocação com 44 pontos, o tricolor pode retomar a vice-liderança, mas precisa de um tropeço do Bahia contra a Ponte Preta, fora de casa, na quarta-feira.

Grêmio e Criciúma se enfrentam a partir das 21h30 desta terça-feira. No último encontro entre as equipes, empate em 0 a 0 na Arena, pelo primeiro turno da Série B.

Voltar para o topo