Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Novo auxiliar permanente, Thiago Gomes fala do orgulho de poder trabalhar com Felipão

Auxiliar fixo do clube, Thiago Gomes estará ao lado de Felipão.

Lucas Uebel/Grêmio

Comandante interino do Grêmio na derrota de 2×0 para o Palmeiras nesta quarta-feira, fora de casa, pelo Brasileirão, o técnico Thiago Gomes passará a ser auxiliar fixo da comissão permanente e trabalhará ao lado de Luiz Felipe Scolari a partir de agora, algo que muito lhe deixa honrado.

“Vou deixar para a direção falar sobre o Felipão, mas tenho muito orgulho em ter um treinador como o Felipão trabalhando no Grêmio e estar no clube com um grande treinador”, comentou Gomes.

Felipão foi anunciado de forma oficial logo depois do jogo. Ele terá contrato válido até dezembro de 2022 e contará com a companhia dos assistentes Carlos Pracidelli e Paulo Turra.

Confira o texto de anúncio do Grêmio:

“O Grêmio anuncia que Luiz Felipe Scolari é o novo comandante técnico do Clube. Multicampeão pelo Tricolor nos anos 90, campeão do mundo com a Seleção Brasileira e campeão nacional em 2018, Felipão retorna à casamata da Arena depois de seis temporadas, para liderar a recuperação gremista no Brasileirão. O técnico assina contrato até dezembro de 2022. Felipe Scolari será acompanhado pelos auxiliares técnicos, Paulo Turra e Carlos Pracidelli, além de Thiago Gomes, como auxiliar permanente. O novo comandante da casamata gremista será apresentado após o treino de sexta-feira. 

Felipão chega ao Grêmio com a identificação construída em um passado vitorioso. Sob seu comando, o time foi bicampeão da Copa do Brasil em 1994, bicampeão da Libertadores em 1995 e bicampeão brasileiro em 1996, além de conquistar a Recopa Sul-Americana no mesmo ano. Depois de conquistar a Copa do Mundo de 2002 e comandar o Brasil na Copa de 2014, o técnico retornou ao Tricolor no mesmo ano, iniciando, em 2015, a construção do time que viria a ser pentacampeão da Copa do Brasil. 

Depois do Grêmio, Luiz Felipe passou duas temporadas na China e voltou, em 2018, ao Palmeiras. Pelo clube paulista foi, novamente, campeão brasileiro. Seu último trabalho foi no Cruzeiro, entre outubro de 2020 e janeiro dessa temporada. 

No total, Felipão soma 364 jogos como técnico gremista, sendo o terceiro treinador com mais partidas na casamata. Até o final do contrato, pode ultrapassar o histórico Foguinho, com 384 e Renato Portaluppi, recordista com 411 partidas.”

Veja mais em Brasileirão.

Comentários