Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

“Nunca tive autonomia no cargo”, lamenta ex-executivo de futebol do Grêmio

Câmara deu a sua versão de alguns acontecimentos no Grêmio

Robinho em entrevista no Grêmio — Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Pela primeira vez desde que deixou o cargo de executivo de futebol do Grêmio, Klauss Câmara (à esquerda da foto) se manifestou à imprensa e deixou reclamações em entrevista concedida ao jornalista Alex Bagé, do Grupo Bandeirantes, nesta semana.

Klauss lamentou, por exemplo, nunca ter tido “autonomia e legitimidade” dentro do Grêmio para proceder com contratações por exemplo. Nomes prospectados por ele como Jô, Stuani, Cano, Keno, Lucas Leiva e Rafael Carioca não avançaram quando chegaram na diretoria responsável pelo orçamento do clube.

O dirigente ainda explicou que não costumava dar muitas entrevistas porque, desde a chegada do vice de futebol Paulo Luz no início do ano, era o próprio Luz que determinava quando Klauss poderia dar ou não manifestações públicas sobre o Grêmio.

Contratado no início de 2019, Klauss Câmara foi demitido logo depois da derrota de 2×0 para a Universidad Católica na Libertadores. As funções do seu cargo foram absorvidas pelo gerente administrativo Marcelo Rudolph e pelo próprio Luz.

Veja mais detalhes da conversa de Câmara com Bagé:

Clique aqui para receber todas as notícias do Grêmio em nosso grupo no Telegram.

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Veja mais

Comentários