Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Odone pode ser candidato nas próximas eleições do Grêmio, afirma colunista

Eleições do Grêmio começam a tomar mais forma

Edu Andrade / Grêmio FBPA

Faltando alguns meses para as eleições presidenciais do Grêmio, nomes começam a pipocar como potenciais candidatos ao pleito, que necessariamente tirará Romildo Bolzan da presidência. O atual comandante do clube não pode, por regra, tentar novo mandato.

+ Postulante à presidência do Grêmio reclama novamente da forma como Maicon saiu do clube

Segundo o colunista e jornalista do site GZH, Diogo Olivier, o experiente Paulo Odone, de 80 anos, pode ser um nome a figurar em chapa de oposição:

“Os movimentos de alguns conselheiros que tentam trazer Paulo Odone de volta ganharam força. Ele próprio não mostrou interesse a princípio, mas recentemente seus defensores viram nele sinais de esperança. Paulo Odone inaugurou a Arena. Herdou um Grêmio rebaixado e devastado pela gestão Flávio Obino e o trouxe de volta à Série A em 2005 (foi vice da Libertadores em 2007)”, citou Olivier em seu texto.

Atual presidente do Grêmio, Romildo Bolzan não apoiará ninguém nas eleições

Nomes como Alberto Guerra, Odorico Roman e até Denis Abrahão, atual vice de futebol, surgem como postulantes. Bolzan, segundo entrevista dada à Rádio Gaúcha, não planeja apoiar ninguém:

“A minha posição é de absoluta neutralidade. Não tenho candidato e não participarei de nenhum processo. Não converso sobre isso. Meu único objetivo é garantir o acesso. Assim como vejo os movimentos dos candidatos, é apenas essa a questão. Não estou apoiando ninguém. Estou neutro no processo eleitoral”, colocou.

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Você pode gostar

Comentários