Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Para comentarista, está faltando “transparência” para Bolzan na presidência do Grêmio

Situação política de Bolzan vem afetando internamente o Grêmio

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Com o passar dos dias e das semanas, aumenta a indefinição do presidente do Grêmio Romildo Bolzan Jr sobre a sua participação ou não no pleito do Governo do RS como candidato do PDT, que vem fazendo insistentes convites em busca do seu “sim”. Para o comentarista do Grupo RBS, Maurício Saraiva, está faltando transparência ao mandatário.

“Em um ano de travessia onde o Grêmio está tão fora do seu lugar, o ideal seria a dedicação completa e integral do presidente que estava no comando quando do rebaixamento para devolvê-lo ao seu status original. Se Romildo sair no meio do caminho, a expressão já diz, é meio do caminho. A missão não estará cumprida mesmo que, na data da saída, o Grêmio lidere a tabela da Série B. Encaminhada é diferente de alcançada quando se trata de classificação entre os quatro que sobem”, apontou.

+ Grêmio divulga novo comunicado sobre a cirurgia realizada em Ferreira e confirma tempo de recuperação

Bolzan está no cargo de presidente do Grêmio desde o começo de 2015 e cumpre mandato até dezembro. Ele precisará tomar a decisão da candidatura até o dia 5 de agosto:

“Embora legítima sua aspiração como ser político, há implicações quando se decide comandar o clube que conta com milhões de apaixonados. Não é uma decisão simples como abandonar um cargo relevante numa empresa. Mexe com o que move a emoção no coração de quem veste azul. Logo, precisa ser tratado com esta deferência”, acrescentou o jornalista.

Você pode gostar

Comentários