Ir para o conteúdo principal

Por economia, Grêmio proíbe que funcionários façam refeições junto com os jogadores e comissão técnica

Medida visa gerar economia para o clube, que busca adequação aos novos padrões da série B em 2022.

Rodrigo Fatturi / Grêmio FBPA

Na tentativa de economizar recursos após a queda para a Série B, o Grêmio determinou que os funcionários de apoio estão proibidos de comer no refeitório onde o grupo de futebol profissional se alimenta. A partir de agora, somente jogadores e comissão técnica podem fazer refeições no local.

O clube justifica que os funcionários recebem vale-alimentação todos os meses, portanto, podem buscar outras opções.

Além desta medida, outra mudança radical instaurada pela direção é o corte nas horas extras, tendo um controle maior e mais rigoroso sobre a carga horária exercida dentro do clube.

Essas mudanças estão sendo tomadas com o intuito de adequar os gastos do clube à nova realidade financeira devido a queda de receitas após o rebaixamento.

Veja mais em Diretoria do Grêmio.

Você pode gostar

Comentários