Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Pressão no Grêmio? Algumas falas de Tiago Nunes na coletiva pós-jogo contra o Juventude

Treinador segue balançando bastante no atual cargo

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Em uma demorada coletiva de imprensa, que se arrastou por mais de uma hora depois da derrota para o Juventude, Tiago Nunes admitiu estar pressionado no cargo de técnico do Grêmio e evitou falar se merece ou não continuar no cargo.

Ele balançou depois do 2×0 sofrido para o Juventude no Alfredo Jaconi, mas foi bancado pela direção:

“A gente teve uma reunião muito transparente de uma hora. Futebol é feito de resultados. É uma questão de hombridade, entender o tamanho do clube que estamos, entregar um resultado que já passou na hora de se ter. Vamos dar o nosso melhor”, disse, antes de acrescentar:

“Não é questão de merecimento de ficar ou não. Estou há anos no futebol, sou leal com as pessoas que trabalho e não me escondo sobre as atividades do dia a dia. O meu exemplo de doação no clube se explica. Tem equipes que o trabalho encaixa e em outras não. Chegamos e conseguimos resultados rapidamente. E agora vem essa fase negativa. Momento ruim. A visão da direção é importante também”.

Até segunda ordem, Nunes estará na casamata para a partida de domingo, 20h30, diante do Atlético-GO, pelo Brasileirão. O tricolor é o lanterna com 2 pontos.

Veja mais em Brasileirão.

Comentários