Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Propostas recusadas e negociação complicada: as dificuldades na renovação de Ferreira com o Grêmio

Tricolor ofereceu R$ 500 mil por mês ao jogador que recusou a oferta

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O Grêmio já deixou claro que é do seu desejo renovar o contrato do atacante Ferreira, dando uma valorização salarial ao atleta e aumentando o valor de sua multa rescisória. No entanto, a negociação caminha para mais uma novela dentro do Grêmio.

Recebendo R$ 140 mil por mês, Ferreira é, hoje, o jogador do time titular com o menor salário do clube. No entanto, ciente de que a multa rescisória atual do jogador é baixa – 8 milhões de euros (R$ 47,1 milhões) – o tricolor sugeriu um novo salário e uma nova multa.

A proposta do Grêmio foi enviada ao empresário do jogador nos seguintes moldes: R$ 500 mil de salário por mês e a multa rescisória tendo o valor dobrado para 16 milhões de euros (R$ 94,2 milhões). Essa proposta do tricolor ainda prevê que a duração do contrato seja mantida para o prazo já existente (dez/2023).

No entanto, o valor oferecido pelo Grêmio foi recusado pelo empresário do atleta que espera aguardar um pouco mais para definir o futuro do jogador. A diretoria do Tricolor recuou nas negociações e vai esperar uma definição dos representantes de Ferreira para dar o próximo passo.

Vale lembrar que Ferreira tem contrato com o Grêmio até o final de 2023 e, se na próxima janela algum clube pagar os 8 milhões de euros pelo jogador, o clube não poderá impedir a saída do atleta. Ferreira tem 50% dos direitos federativos vinculados ao Grêmio.

Veja mais em Mercado da Bola.

Comentários