Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Roger fala sobre a estabilidade no cargo após mais um resultado ruim do Grêmio

Confira algumas explicações do treinador gremista em coletiva

Lucas Uebel/Grêmio

Mesmo tendo o esperado tempo para trabalhar e treinar a equipe, o técnico Roger Machado não conseguiu liderar o Grêmio em uma nova vitória na Série B. Do seu espaço reservado na casamata, viu o time fracassar neste domingo no 0x0 diante do Vila Nova fora de casa.

+ Torcida do Grêmio grita “Renato” durante jogo contra o Vila Nova, pela Série B

Após o jogo, que ainda teve gritos de “Renato” direto das arquibancadas, Roger falou sobre como se sente atualmente no cargo:

“Não é só o futebol brasileiro que sobrevive de vitórias. É a premissa de um time de futebol. Quando não vence e tem momento de instabilidade, obviamente que a pressão aumenta. Ela faz parte. Defendemos uma camisa com esse peso e precisamos saber lidar com isso. Tenho capacidade de conseguir administrar melhor esses momentos depois de 30 anos de carreira de jogador e treinador”, disse, antes de falar que acredita em evolução:

“O treinador acredita porque estamos buscando alternativas para melhorar atuação e resultado. O mês de maio não foi bom. Tivemos disposição e entrega, mas precisamos saber o que fazer com a bola. Ter, tecnicamente, um nível que permita controlar o jogo. Hoje até o calor nos complicou um pouco. O mês de maio joga pressão no trabalho, mas eu acredito que a gente consiga equilibrar com o grupo que temos para o momento”, ampliou.

Em 5° lugar com 13 pontos, o Grêmio de Roger volta a jogar na quinta-feira, 20h, fora de casa, frente ao Vasco.

Veja mais em Roger Machado.

Você pode gostar

Comentários