Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Romildo fala sobre polêmica de público contra o Flamengo: “esperamos reciprocidade”

Presidente não descartou a possibilidade do Grêmio não entrar em campo

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, se posicionou sobre a polêmica envolvendo o retorno do público aos estádios por parte do Flamengo.

Em entrevista ao programa Seleção SporTV, o mandatário Tricolor garantiu que acredita no compromisso assumido por todas as equipes no começo do campeonato e que espera reciprocidade da equipe carioca.

“A posição do Grêmio é da isonomia, da igualdade, daquilo que significou o compromisso assumido no início do campeonato e que foi aderido pelo protocolo de retorno. Portanto é uma situação regulamentada, previamente aceita no início do campeonato. Se tornou obrigatório entre as partes e agora fizemos nossa parte, cumprimos nosso jogo e agora esperamos reciprocidade. Nossa posição passa por esse raciocínio”

No entanto, Romildo deixou claro que o Grêmio analisa a possibilidade de não participar da partida, caso haja torcida no confronto que acontece no dia 15/09, no Maracanã.

“O Grêmio está examinando à luz do regulamento e das consequências, já que está um descumprimento nesse sentido, que o Grêmio possa não entrar em campo. Mas essa uma situação que estamos examinando prevê todas as sequências e o resultado disso é um resultado ético. Aconteceu uma situação X, a reciprocidade, o fairplay do futebol leva pra uma situação de normalidade. Mas se isso não puder ser feito, nós vamos examinar as nossas atitudes de uma maneira mais dura e mais forte”, concluiu.

Logística pronta

O Grêmio divulgou nesta quinta-feira, a logística que será feita para o jogo contra o Flamengo. A delegação embarca no dia 14/09 às 13h em voo fretado. O retorno está previsto para a madrugada do dia 16/09 às 02h.

A ideia do Grêmio é ir para o Rio de Janeiro e se dirigir ao estádio. O clube vai aguardar até o último instante para poder se retirar de campo, caso a CBF não tome nenhuma atitude quanto ao público presente.

Efeito Dominó

Nesta quinta-feira, o presidente do Atlético Mineiro, Sérgio Coelho, garantiu que, caso Flamengo abra os portões para sua torcida no RJ, vai liberar o público nos jogos em Minas Gerais também.

“O Flamengo conseguiu a liminar para ter público nos jogos. Imediatamente, nós também conseguimos. Não usaremos a liminar se o Flamengo não usar. Se o Flamengo jogar com torcida, o Atlético vai usar o mesmo direito”, afirmou o presidente do Galo.

Veja mais em Romildo Bolzan.

Comentários