Ir para o conteúdo principal

Técnico do América-MG projeta “carta na manga” contra Vagner Mancini no sábado

América Mineiro quer coroar trabalho com vitória sábado

Marina Almeida / América-MG

Empolgado com a vitória fora de casa de 3×2 sobre o Sport Recife nesta quarta-feira, que levou o América-MG ao 10° lugar com 41 pontos no Brasileirão, o técnico Marquinhos Santos tratou de projetar o duelo contra o Grêmio e o reencontro com Vagner Mancini, sábado, às 18h30.

No seu desejo, a presença da torcida no Independência poderá ser uma “carta na manga” contra o conhecimento de Mancini sobre o clube:

“Vai ser um jogo duro. É o Grêmio, com uma camisa pesada. O Mancini, que é excelente treinador, estava aqui e conhece muito do elenco (…) Então, eu peço para que você se faça presente, jogue conosco, e seja a carta na manga contra o Mancini que estava aqui, por ele conhecer nosso elenco e modelo de jogo”, destacou, antes de acrescentar:

“Temos encarados todos os jogos como decisão (…) Não vou mudar o peso pelo fato de ser o Grêmio, pois teremos seis jogos depois. Todo jogo é uma decisão, e este do Grêmio, sem dúvida nenhuma. Torcedor americano, precisamos da sua presença! Você será nosso 12º jogador! Temos visto o que tem feito a torcida do Atlético, hoje, o Sport, tirou forças de onde não tinha por conta de sua torcida, sabemos da importância do nosso torcedor. Foi assim contra o Fortaleza, mas agora, precisamos no Independência, ter o torcedor do nosso lado”.

Vagner Mancini, após a vitória gremista sobre o Fluminense na última terça-feira na Arena, também falou sobre o reencontro do fim de semana:

“Sábado será um jogo muito difícil. Se eu conheço o América, o América também me conhece. Sabem minhas estratégias e isso equilibra o confronto. Mas é importante quando você conhece o adversário. Eu tenho informações de 11, de 15, de 18, enquanto eles têm informações só de um. Mas era o cara que comandava eles”, frisou o comandante gremista.

Veja mais em Brasileirão.

Você pode gostar

Comentários