Ir para o conteúdo principal
Futfanatics

Abrahão diz que é “tremenda injustiça” responsabilizar Vagner Mancini pelo rebaixamento do Grêmio

Dirigente segue entusiasmado com o trabalho de Mancini.

Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Horas antes da partida contra o Juventude na Arena pelo Gauchão, a partir das 19h, o vice de futebol gremista Denis Abrahão voltou a defender o técnico Vagner Mancini das críticas da torcida. O dirigente tirou responsabilidade do treinador no ainda recente rebaixamento.

Para Abrahão, Mancini chegou ao Grêmio no meio do ano passado precisando fazer uma “epopeia” para salvar o clube, o que não aconteceu:

“Pedir paciência pro torcedor do Grêmio é pedir demais. Fomos rebaixamentos. Sou torcedor e sinto a mesma coisa que eles. Mas imputar ao Mancini o rebaixamento é uma tremenda injustiça. Fez 13 jogos e ganhou seis. É muita injustiça. Ele tinha que fazer quase uma epopeia. Ele participou, mas é uma somatória de fatores. Não acho legal. Mas a torcida do Grêmio sempre tem razão. E a nossa existência se deve ao torcedor”, declarou Abrahão em entrevista à Rádio Gre-Nal.

Focado nos desafios de 2022, o dirigente está satisfeito com o início de trabalho:

“As vitórias dão tranquilidade, mas elas não vêm antes de um grande trabalho. Os resultados são fruto do trabalho. Graças a Deus saiu como o planejado. Pena que não fizemos os amistosos que estávamos pensando. É um jogo difícil. Mas temos que vencer, é nossa obrigação”, concluiu, sobre o Juventude.

Veja mais em Vagner Mancini.

Você pode gostar

Comentários