Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Antiga joia do Grêmio, Carlos Eduardo sofre com sina de lesões e quer novos desafios: “Está difícil achar time”

Meia-atacante foi lançado por Mano Menezes no time de cima do Grêmio

Carlos Eduardo pelo Grêmio em 2007 — Mauro Vieira

Nem de longe, as últimas temporadas de Carlos Eduardo lembram o crescimento avassalador que o jogador teve com a camisa do Grêmio em 2007, quando foi destaque na campanha do vice-campeonato da Libertadores e logo depois vendido ao Hoffenheim, da Alemanha.

Contratado pelo Coritiba em 2018, o meia-atacante sofreu uma entorse no tornozelo no final da temporada, passou por cirurgia e sequer entrou em campo pelo Coxa em 2019, se despedindo no meio do ano. Agora, busca outro time para dar sequência à carreira.

“Eu tive contrato com o Coritiba até o meio do ano passado, mas tive uma lesão grave no tornozelo. Agora, tá difícil um pouco de arranjar clube, pois estou sem scouting. Eu estou me preparando pra voltar”, lamentou em entrevista à Rádio Gre-Nal.

De tão arrasador, o início de carreira quase o levou à Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. Mantendo grande futebol no Hoffenheim, ele esteve no radar de Dunga para o Mundial.

Atualmente com 32 anos, Cadu também tem passagens por outros grandes como Flamengo e Atlético-MG, além de Hoffenheim, da Alemanha e Rubin Kazan, da Rússia e também Seleção Brasileira.

Veja mais

Comentários