Ir para o conteúdo principal
Futfanatics Gremistas

Companheiros em 2007, Teco vê Diego Souza com a cara do Grêmio: “Não gosta e não aceita a derrota”

Diego Souza em jogo pelo São Paulo, em 2018 — Divulgação

A reportagem do Gremistas conversou com o ex-zagueiro Teco, titular do surpreendente Grêmio vice-campeão da Libertadores de 2007. E um dos grandes destaques daquela equipe, exatos 13 anos depois, está perto de voltar ao clube: Diego Souza.

Para Teco, o meia-atacante, hoje com 34 anos, tem a “cara” do Grêmio:

“Naquele ano éramos jovens e pouco conhecidos pela torcida gremista e pela imprensa. Aos poucos, as coisas foram funcionando dentro e fora de campo e acabamos conquistando a confiança de todos. Um dos jogadores que me ajudaram muito na minha trajetória dentro do Grêmio foi o Diego Souza. Éramos muito amigos fora de campo e tínhamos um perfeito entrosamento. Eu acho o Diego Souza a cara do Grêmio. Jogador de força, de raça, jogador que briga pela bola perdida, jogador que não gosta e não aceita a derrota”, destacou.

No entanto, o antigo atleta entende que Diego, fisicamente, precisaria cumprir uma função mais adiantado em campo, já que a vitalidade não é mais a mesma.

“Mas óbvio que depois de 12 anos as coisas mudam. Ele já não joga mais no meio de campo, já não tem mais a mesma vitalidade de 2007. Enfim, só ele mesmo vai poder mostrar o quanto ele é bom e o quanto é merecedor de estar vestindo essa camisa novamente. Com certeza estarei torcendo pra ele tenha mais sucesso ainda do que em 2007, pois ele merece e a nação gremista merece mais ainda”.

Além de Diego Souza, o Grêmio está perto de fechar com Thiago Neves. A entrevista com Teco, na íntegra, vai ao ar durante esta semana.

Veja mais

Comentários